Últimas notícias.

O principal suspeito do assassinato de Jocélia Mendes de Melo, 43 anos, foi preso na cidade de Ilhéus, sul da Bahia. A prisão ocorreu na quinta-feira (9), mesmo dia em que Jocélia foi encontrada morta a facadas em sua residência, onde também foram encontradas mensagens de ódio escritas nas paredes. A Polícia Civil confirmou a prisão no sábado (11), sem revelar a identidade do suspeito. O homem, ex-companheiro da vítima, foi autuado em flagrante e levado para a 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior. A investigação está em curso, e a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Ilhéus dará seguimento ao caso. A polícia solicitou ao judiciário a conversão do flagrante em prisão preventiva. Histórico de agressões e descumprimento de medida protetiva foram relatados pela Polícia Militar, que, após a prisão, detalhou o contexto das ameaças e possíveis motivações para o crime, que podem estar ligadas a alegações de infidelidade por parte da vítima. As investigações prosseguem para confirmar a motivação e circunstâncias do feminicídio.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.