Últimas notícias.

Em resposta à recente nota encaminhada pela prefeita do município de Aracatu, a Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB) – Sindicato local emitiu uma declaração contundente na noite de segunda-feira (13/11), esclarecendo sua posição e os próximos passos diante da situação. A nota da prefeita, resultante de um diálogo pela manhã entre os trabalhadores da educação do município, abordou o reconhecimento do débito e a intenção de resolvê-lo até o início do próximo ano. Além disso, foram mencionadas promessas de cumprir a lei do piso salarial dos professores e a criação de uma comissão para organizar o plano de carreira dos demais servidores da educação. No entanto, a APLB Sindicato Aracatu, em sua nota, expressou descontentamento com a postura da gestão municipal. A categoria destaca que não pretende mais aceitar promessas vazias e reafirma sua disposição em continuar a luta por seus direitos. A nota ressalta a importância de a gestão honrar suas palavras e cumprir as obrigações legais em relação aos profissionais da educação. Durante a assembleia realizada, ficou decidido que os profissionais da Educação retornarão às suas atividades em sala de aula a partir do dia 16/11. Contudo, a nota deixa claro que, caso o débito não seja sanado até janeiro do próximo ano, a categoria iniciará manifestações e protestos em busca de seus direitos. A APLB Sindicato Aracatu encerra a nota reforçando que a categoria está vigilante, unida e pronta para se mobilizar em prol de suas reivindicações. 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.