Últimas notícias.

Uma performance da cantora e compositora Tertuliana Lustosa, integrante da banda A Travesti, durante um evento na Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (UESB), em Vitória da Conquista, gerou controvérsia nas redes sociais. Um vídeo publicado nas redes sociais da artista mostra Tertuliana cantando e dançando dentro de uma sala de aula na UESB. Em um momento da apresentação, ela sobe em uma mesa e assume uma posição sugestiva, acompanhada pela legenda: “Quando me perguntam como eu dou aula”. A apresentação, parte do VI Seminário Internacional Desfazendo Gênero, realizado na última terça-feira (14), incluiu a música “Murro na Costela do Viado”. A atuação de Tertuliana foi criticada pelo vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (PL), que expressou descontentamento em suas redes sociais. Aleluia comentou sobre a performance, questionando o conteúdo educacional proporcionado pela universidade e descrevendo a letra da música como “completamente absurda”. Ele ainda acrescentou: “Pode parecer uma distopia, mas é o que o baiano está vivendo”. Após a apresentação, Tertuliana compartilhou em suas redes sociais que se sentiu gratificada pela experiência. “Foi muito gratificante compartilhar esse Desfazendo Gênero com tanta gente incrível e poder falar um pouco também da minha música, outras artes, pesquisa e posicionamento e lembrar mais uma vez o quanto tudo isso é potente demais!”, disse a artista, postando fotos do evento. A polêmica em torno da apresentação de Tertuliana reflete um debate mais amplo sobre expressão artística, educação e os limites da performance em ambientes acadêmicos. Veja o vídeo

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.