Últimas notícias.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, foi alvo de hostilidade por parte de um grupo de brasileiros no aeroporto internacional de Roma, na Itália, na última sexta-feira (14). Por volta das 18h45, o ministro foi atacado por três brasileiros, sendo uma mulher identificada como Andréia, que proferiu xingamentos contra o ministro, chamando-o de “bandido, comunista e comprado”. Em seguida, um homem identificado como Roberto Mantovani Filho reforçou os xingamentos e chegou a agredir fisicamente o filho de Moraes. Um terceiro homem, Alex Zanatta, juntou-se aos agressores, lançando palavras de baixo calão. O ministro estava acompanhado de seus familiares no aeroporto, retornando da Universidade de Siena, onde realizou uma palestra no Fórum Internacional de Direito. As informações foram confirmadas por interlocutores da Polícia Federal (PF) e do Ministério da Justiça. Os três brasileiros foram alvo de um inquérito da PF, mas não foram presos. O ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), entrou em contato com Moraes para expressar solidariedade diante da violência sofrida pelo magistrado. O STF optou por não se manifestar sobre o caso.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.