Últimas notícias.

A juíza Silvana Fleury Curado, da 1ª Vara Criminal de Guaratinga, ordenou a busca e apreensão do jovem de 14 anos apontado como suspeito da morte da cigana Hyara Flor Alves, também de 14 anos, na cidade baiana de Guaratinga na Bahia. O caso chamou a atenção nas redes sociais, pois os dois eram casados e pertenciam à comunidade cigana. Na decisão, a magistrada ressalta que “existem indícios suficientes de autoria, visto que as provas apresentadas no processo indicam, com certa dose de segurança, que o adolescente contra o qual se dirige o pedido de internação provisória atacou a vida de Hyara”. A juíza também decretou a internação provisória do suspeito pelo prazo de 45 dias. O mandado de busca e apreensão tem validade de seis meses e determina que, uma vez localizado, o adolescente seja encaminhado para a Unidade de Internação responsável pela região de Guaratinga. O diretor da instituição deve comunicar o juízo sobre o recebimento do jovem. O caso continua sob investigação, e as autoridades estão empenhadas em esclarecer todos os detalhes do ocorrido.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.