Últimas notícias.

Diante do início das atividades do programa Desenrola Brasil, que tem o objetivo de viabilizar a renegociação de dívidas e limpar o nome de brasileiros, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o governo tem o intuito de recuperar o consumo de 72% da população endividada do país. “Se der certo, vamos salvar no mínimo 72% da população que está endividada e vai permitir que essa gente possa voltar ao mercado de consumo”, afirmou o presidente, em sua live semanal, transmitida nesta terça-feira (18). “Ontem teve uma grande procura nos bancos e teve banco anunciando redução de 96% da dívida. E, depois vai ter o seguinte, em setembro vai ter o aplicativo das pessoas que devem no varejo, que devem para loja. Então, vai ser a mesma coisa, os bancos vão ter que oferecer desconto”, acrescentou Lula. Ao iniciar suas atividades, o aplicativo citado pelo presidente deve dar prioridade à chamada Faixa 1 do programa, composta por cidadãos com renda de até dois salários mínimos e dívidas que alcançam até R$ 5 mil. “Quando chegar o aplicativo do varejo em setembro, que acho que nós vamos poder liberar milhões de brasileiros que vão poder voltar ao consumo livremente. Pobre não gostar de dever, gosta de pagar aquilo que deve. Todo mundo quer andar de cara limpa. Só quem gosta de dever muito é rico”, disse Lula.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.