Últimas notícias.

Os irmãos Gabriel e Gustavo Nascimento, de 16 e 11 anos, que morreram afogados na praia Peroba, em Maragogi, foram encontrados a 5 metros de profundidade e abraçados, segundo o tenente-coronel Clemens, do Corpo de Bombeiros. Em entrevista ao portal R7, o coordenador das equipes de mergulho para a busca explicou que o acionamento para o resgate foi feito às 11h e os corpos das vítimas foram encontrados às 13h30. “Nós acreditamos em duas teorias: de que o mais velho segurou o irmão mais novo para protegê-lo, ou de que o mais novo tenha agarrado o mais velho, com medo”, mencionou. O tenente contou à reportagem que, quando a pessoa está se afogando, ela quer um ponto de apoio, já que fica desesperada. “Acreditamos que, quando houve a parada cardíaca, eles estavam tentando salvar um ao outro.”   Segundo o tenente-coronel Clemens, essas praias não têm ondas e há partes muito rasas, mas diversos “buracos” e “desníveis”. Os irmãos caíram em um desses buracos e acabaram se afogando. Quando a maré está baixa, é possível perceber esses desníveis, mas, quando não, passam despercebidos. Clemens relata, ainda, que, quando as equipes chegaram ao local, o pai das vítimas e o sobrinho dele estavam muito abalados, mas acreditavam que encontrariam Gabriel e Gustavo com vida. A família chegou à cidade alagoana no último domingo (16) para uma viagem a passeio.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.