Últimas notícias.

Em função do alto número de casos de dengue, a Prefeitura de Feira de Santana decretou estado de emergência em saúde pública nesta sexta-feira (21). A medida foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM). De janeiro deste ano até ontem (20), 978 casos da doença e quatro mortes por dengue grave foram registrados na cidade localizada a cerca de 100 km de Salvador. Conforme apuração do G1 Bahia, as informações foram detalhadas pelo prefeito Colbert Martins (MDB) durante uma live. Ele ainda solicitou ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) a autorização para ter acesso a casas fechadas que possam ter foco do mosquito Aedes Aegypti. O gestor municipal também pediu apoio do Polícia Militar, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros para promover a segurança aos agentes de endemias. Colbert Martins falou sobre a expectativa da chegada de quatro motobombas para realizar o fumacê nos bairros de Feira de Santana. No entanto, o prefeito enfatizou que os inseticidas matam apenas os insetos voadores, não atingindo aqueles que ainda estão em formação dentro da água. Ele destacou o trabalho dos agentes de endemias e pediu o apoio da população. “É preciso que a comunidade esteja atenta, verificando os locais que podem acumular água, a exemplo dos vasos de planta, fundo da geladeira e o quintal”, alertou. Em entrevista à TV Subaé, Cristiane Campos, secretária de Saúde de Feira de Santana, informou que o atendimento para pessoas que estão com sintomas de dengue estão assegurados nas unidades do município. “Nós estamos divulgando para a população procurar o atendimento quando surgirem os primeiros sintomas e não fique se automedicamento porque o caso pode agravar. Quando chegam na unidade de saúde o estado já é grave e é mais complicado”, reforçou a secretária.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.