Últimas notícias.

Após a vitória do Flamengo sobre o Atlético Mineiro por 2 a 1 no último sábado (29), durante a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, uma cena lamentável ocorreu no vestiário do time carioca. De acordo com o site “ge”, o preparador físico do técnico Jorge Sampaoli, Pablo Fernandez, teria agredido o centroavante Pedro. Segundo relatos, a discussão teve início quando Fernandez questionou Pedro sobre o motivo de o centroavante ter interrompido o aquecimento e sentado no banco de reservas após as substituições feitas por Sampaoli no segundo tempo. De forma ríspida, o preparador físico cobrou o jogador, considerando a atitude como uma “falta de respeito”. Pedro, por sua vez, retrucou, afirmando que a falta de respeito partia da comissão técnica, e que se sentia minado desde o início da era Sampaoli. Diante da resposta de Pedro, Fernandez reagiu com agressividade e desferiu um soco na boca do jogador, causando ferimentos no local. Enquanto a partida prosseguia, Sampaoli ainda tinha direito a mais uma substituição, mas com Pedro no banco de reservas, optou pelo volante Thiago Maia no lugar do lateral-esquerdo Filipe Luís. Os jogadores do Flamengo demonstraram solidariedade a Pedro, e afirmam que não retornarão aos treinamentos enquanto o preparador físico estiver no clube. O elenco cobra a demissão do profissional responsável pela agressão. Pedro, através de suas redes sociais, relatou o ocorrido e expôs sua visão sobre o episódio, repudiando a agressão e reiterando que a covardia física não resolve qualquer problema. O jogador agradeceu o apoio recebido e ressaltou sua postura de não revidar a violência, seguindo princípios de respeito e educação que recebeu de seus pais.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.