Últimas notícias.

A sogra da adolescente cigana Hyara Flor Santos Alves, de 14 anos, morta com um tiro no pescoço em Guaratinga na Bahia, será investigada por porte ilegal de arma e homicídio culposo. A instauração de inquérito policial contra a mulher, de prenome Janaira, foi determinada na última segunda-feira (31), durante a audiência de apresentação de seu filho, que também tem 14 anos e foi apreendido por suspeita de ter matado a esposa, em Guaratinga. Na mesma ocasião, a Justiça negou o pedido de revogação da internação provisória do menor, feito pela defesa, e decidiu que ele cumprirá a medida de segurança no Espírito Santo, onde foi apreendido. O objetivo de manter o jovem naquele estado é preservar sua integridade, já que a família dele diz que foi ameaçada e fugiu logo em seguida ao crime. Segundo a advogada da família da vítima, Janaína Panhossi, os próximos passos são aguardar a manifestação da defesa e a realização de uma nova audiência, para ouvir testemunhas e, se necessário, promover debates. “Por fim, [vem] a sentença, que, se for de procedência da representação, a juíza imporá ao adolescente alguma das medidas socioeducativas previstas em lei”, explicou Janaína Panhossi.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.