Últimas notícias.

Um jovem de 18 anos foi detido na última quinta-feira (03) sob suspeita de assassinar uma mulher de 62 anos em Barretos, interior de São Paulo. O suspeito, identificado como Leonardo Silva, teria enterrado o corpo da vítima, Nilza Maria Aparecida Costa Pingoud, no jardim da casa dela. A polícia chegou até o suspeito com base em imagens de câmeras de vigilância da residência e de ruas próximas. De acordo com as autoridades, o jovem morava nos fundos da casa da vítima e teria se apresentado como travesti, sendo acolhido por Nilza Maria. Durante o interrogatório, o suspeito teria admitido o crime, afirmando: “Matei, gente. Mais por diversão também. Eu vou matar e vou me arrepender porque?” A causa da morte ainda está sob investigação, mas a polícia acredita que a vítima tenha sido asfixiada enquanto dormia. O suspeito não demonstrou remorso e, durante o interrogatório, chegou a zombar da prisão. O corpo de Nilza Maria Aparecida Pingoud foi encontrado enterrado no jardim de sua casa. O suspeito fugiu levando dinheiro e o celular da vítima. O aparelho teria sido usado para realizar movimentações financeiras após o assassinato. O suspeito teve a prisão decretada após ser identificado e localizado em Frutal, Minas Gerais. Ele foi conduzido à delegacia da Polícia Civil de Frutal, onde teria confessado informalmente o crime. O jovem agora enfrenta acusações de latrocínio, que envolve roubo s com o resultado morte. A vítima, Nilza Maria Aparecida Pingoud, vivia sozinha em sua residência há cerca de quatro anos, desde que ficou viúva. Vizinhos notaram sua ausência e alertaram as autoridades, o que levou à descoberta do crime. Até o momento, o suspeito não teve sua defesa constituída. Mais detalhes sobre o caso serão investigados para esclarecer os fatos.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.