Últimas notícias.

O Hospital Geral de Guanambi realizou nesta última quinta-feira (03), a primeira captação de múltiplos órgãos de 2023. Após o diagnóstico de morte encefálica conduzido sob o empenho e competência da equipe da UTI coordenada pelo médico Gustavo Brito, a família tomou a nobre decisão da doação dos órgãos do ente falecido. Em seguida, o setor acionou a equipe da CIHDOTT (Comissão Intra- Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes) do hospital e a Central Estadual de Transplantes da Bahia, para que a captação ocorresse. É importante destacar que a doação só acontece após o autorização da família do potencial doador. Por isso vale ressaltar a importância de dizer em vida o seu desejo, pois assim a família poderá realizá-lo. O procedimento foi conduzido pela equipe captadora da Central Estadual de Transplantes da Bahia. Foram captados os rins e o fígado do paciente em questão. No mesmo momento, foram também captadas as córneas por uma equipe do Hospital Geral de Guanambi. Os órgãos foram encaminhados para capital baiana via transporte aéreo para serem transplantados em um paciente que, por sere compatível e ser a próxima na fila, já esperava para recebê-los, salvando assim a sua vida e dando-a, a oportunidade e esperança de viver de forma saudável e sem o sofrimento que até então vinha passando. Para a Diretora Geral do HGG, Kelly Pozzi, que não mediu esforços para a efetivação desse processo, a doação de órgãos é um gesto de solidariedade e amor ao próximo. Ela destacou que a realização dessa captação só foi possível devido à dedicação e compromisso da gestão e profissionais da unidade, da Central Estadual de Transplantes da Bahia e equipe captadora. Salienta ainda o seu desejo de que a captação, quando necessária, vire rotina no serviço, e que não há recompensa maior do que o sucesso alcançado nessa ação.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.