Últimas notícias.

Davi Izaque Martins Silva, 26, está preso preventivamente, apontado pela Polícia Civil como o principal suspeito do assassinato de Thallita da Cruz Fernandes, 28. O corpo da médica foi encontrado na sexta-feira (18) dentro de uma mala, na lavanderia de seu apartamento, localizado no bairro Vila Imperial. O desaparecimento de Thallita foi notado por sua mãe, que reside em Guaratinguetá, a 585 km de distância. A mãe solicitou que uma amiga verificasse o apartamento da filha em São José do Rio Preto. O apartamento estava trancado e a polícia foi acionada para entrar no local, onde o corpo foi então encontrado. De acordo com a Polícia Civil, Davi Izaque e Thallita mantinham um relacionamento há três anos e viviam juntos há um ano e quatro meses. Davi Izaque foi o último a ser visto entrando e saindo do apartamento. Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito não negou o assassinato e alegou “lapso de memória”. Duas facas e roupas sujas de sangue foram apreendidas e serão submetidas a perícia. Davi Izaque não possui antecedentes criminais, com exceção de um boletim de desaparecimento registrado há mais de dez anos. As investigações continuam e mais informações serão divulgadas conforme disponíveis.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.