Últimas notícias.

A Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) anunciou, na edição deste sábado (26) do Diário Oficial do Estado, um reajuste de 6,72% nas tarifas de água e esgoto da Embasa. O novo percentual é inferior ao inicialmente proposto pela Embasa, que era de 8,35%. O reajuste foi calculado com base na inflação sobre variáveis de despesa, como energia elétrica, salários, produtos químicos e materiais hidráulicos. O ajuste também leva em conta a recomposição de perdas da Embasa ocasionadas pelo anúncio tardio do reajuste, que deveria ter ocorrido em maio. Este aumento tarifário entrará em vigor a partir do dia 26 de agosto e se refletirá nas contas com vencimento em outubro deste ano. Com o reajuste, o custo para consumo de 10m³ (metros cúbicos) mensais na categoria residencial normal será de R$ 45,08 para o serviço de abastecimento de água e R$ 36,06 para o serviço de esgotamento sanitário. A Tarifa Social, destinada a usuários inscritos no programa Bolsa Família, não será afetada pelo novo reajuste. Com este aumento, a tarifa da Embasa passa a ser a 12ª mais barata do país. Entre os estados do Nordeste com tarifas residenciais mais caras que a da Embasa, estão o Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.