Últimas notícias.

Por volta das 18h20 de ontem (22), nas imediações do Km 830 da BR 116, os agentes federais abordaram um ônibus e se depararam com uma cena angustiante. No interior do veículo, mantidas em condições deploráveis, estavam quatro aves silvestres da espécie Trinca Ferro. O condutor do veículo foi questionado sobre a posse de autorização para criação e transporte das aves, e ele admitiu não possuir nenhum tipo de documentação emitida pelo órgão ambiental, o IBAMA. As aves estavam acondicionadas em minúsculos compartimentos, dentro de uma mala, submetidas a uma longa jornada de viagem desde São Paulo até Alagoas. Durante a realização das atividades policiais, foi efetuada a apreensão das quatro aves. As evidências iniciais apontam para a ocorrência dos seguintes delitos: matar, perseguir, caçar, apanhar e vender espécimes da fauna silvestre, bem como praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. As aves resgatadas foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) para que sejam tomadas as devidas providências, incluindo a avaliação do estado de saúde e a posterior soltura desses animais na natureza, em conformidade com as leis de proteção ambiental. A ação da PRF destaca a importância do combate ao tráfico de animais silvestres e reforça o compromisso das autoridades em proteger a fauna brasileira, garantindo o bem-estar dos animais e a preservação das espécies em seus habitats naturais.

Tags relacionados:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.